Meditação Diária

Novos níveis de honestidade

Thursday-feira, 21 de June de 2018

Fomos mestres em auto-engano e racionalizações

Quando vamos a nossa primeira reunião e ouvimos que devemos ser honestos, podemos pensar: “Bem, isso não deve ser tão difícil. Tudo o que tenho que fazer é parar de mentir”. Para alguns de nós, isso acontece com facilidade. Não precisamos mais mentir para os nossos empregadores sobre a falta ao trabalho. Não precisamos mais mentir para os nossos familiares sobre onde estávamos na noite anterior. Quando não usamos mais drogas descobrimos que temos muito menos motivo para mentir. Alguns de nós podemos ter dificuldade até com esse tipo de honestidade, mas pelo menos aprender a não mentir é simples – você simplesmente não faz, não importa o quê. Com coragem, determinação e ajuda de nossos companheiros de NA e de um Poder Superior, a maioria de nós, afinal de contas, tem sucesso com esse tipo de honestidade. Honestidade, no entanto, significa mais do que simplesmente não mentir. O tipo de honestidade que é verdadeiramente indispensável em recuperação é a consigo mesmo, que não é fácil nem simples de alcançar. Em nossa adicção, criávamos uma tempestade de auto-engano e racionalização, um furacão de mentiras no qual a pequena e quieta voz da honestidade não poderia ser ouvida. Para alcançar este tipo de honestidade, em primeiro lugar, precisamos parar de mentir para nós mesmos. Em nossas meditações de Décimo-Primeiro Passo, precisamos ficar calmos. Então, nesta tranqüilidade, buscamos escutar a verdade. Quando ficarmos calmos, a honestidade pessoal estará ao nosso alcance.

Só por hoje: Eu ficarei calmo e tranqüilo, escutando a verdade dentro de mim. Honrarei a verdade que encontrar.